Título mundial, nomes cobiçados e até popstar: Brasil domina o futebol virtual

Fonte da notícia> Chandy Teixeira*Rio de Janeiro, RJ

País tem nomes importantes nos maiores simuladores e se firma como protagonista global em mais um e-sport. GuiFera e Rafifa se destacam; Wendell Lira é celebridade

Wendell Lira, GuiFera e Rafifa são destaques internacionais dos maiores simuladores de futebol  (Foto: Editoria de arte)

O futebol virtual tem sido a modalidade de esporte eletrônico do ano para o Brasil. Após domínio no competitivo de Counter-Strike: Global Offensive em 2016, o país reproduziu o protagonismo global das armas virtuais de Gabriel “Fallen” e cia. também no assunto bola rolando. Ainda na metade, a temporada já reservou título mundial no Pro Evolution Soccer e também a primeira contratação de um jogador de Fifa por um grande clube da Europa, o Paris Saint-Germain. Tudo isso somado ao prestígio de Wendell Lira no cenário nacional e internacional.

O paulista Guilherme “GuiFera” Fonseca, de apenas 17 anos, é atualmente o maior nome do Pro Evolution Soccer no planeta. O jovem conquistou, no início do mês de junho, o título mundial de Pro Evolution Soccer (PES League), em Londres. Foi a primeira vez que um brasileiro levou o torneio. De quebra, o ciberatleta embolsou um prêmio de mais de R$ 600 mil. De acordo com GuiFera, o troféu da PES League muda o patamar do país dentro do competitivo de futebol virtual.

– Eu acho que muda o patamar, sim. Vão passar a olhar para o Brasil com mais carinho depois do meu título. Acredito que hoje somos o maior cenário de futebol virtual do mundo. Eu representei bem o país no Pro Evolution Soccer. A partir de agora, muita gente vai acompanhar, vai passar a jogar no Brasil. O Fifa também é muito bem representado. Quero continuar contribuindo para o cenário de esporte eletrônico no país – afirmou GuiFera, que ainda sofre com a falta de patrocinadores.

++ Guilherme “GuiFera” é o primeiro brasileiro campeão da PES League
++ Após título mundial de PES, GuiFera crava: “País do futebol virtual também”

A temporada também reservou um passo importante no Fifa. O carioca Rafael “Rafifa13” Fortes, de 21 anos, se transformou no primeiro jogador brasileiro a assinar contrato com um grande clube europeu. Depois de chamar a atenção a nível continental – ele foi campeão das Américas na 1ª Temporada do circuito Ultimate Team -, o ciberatleta fechou, em abril, com o Paris Saint-Germain. No hall dos oito melhores jogadores do mundo na atualidade, Rafifa disputará o Mundial, em Londres, em agosto.

– À medida que o investimento nos jogos está crescendo, o desempenho da gente está melhorando. Antes, quando tínhamos menos campeonatos, e eles eram mais segmentados na Europa, a gente tinha poucas oportunidades de se classificar. Os poucos que se classificavam não conseguiam ir tão bem. Agora, com o crescimento dos jogos, com a EA Sports apoiando o (competitivo de) Fifa e a Konami, o PES, os resultados vão se mostrando – disse Rafifa13.

Post Author: admin

Deixe uma resposta